Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

sábado, 22 de junho de 2024

SEP - Brianezi 1972: campeão brasileiro de minha Série B

Palmeiras sagra-se campeão brasileiro da Série B de Botões para Sempre.
Novamente, o jogo final foi o melhor do certame.
Gol nos acréscimos e num escanteio!
O Grêmio voltou, perambulou com equipes Brianezi, mas testei o time de 1989 da Crakes que já foi campeão da Libertadores.
Dito e feito. Raça pura.
Santos preto 'duas faixas' 1977 e Rio Negro com apenas o escudo e número, sobem junto na festa do Maracanã. Números 4 do Rio Negro e 11 da SEP: os melhores do torneio.
ps: O Palmeiras branco foi feito pelo fundador Paulo Brianezi, em 1972, aliás dizem os 'fofoqueiros' que a família fez este time primeiro nesta cor, sendo assim o pioneiro clube a ser industrializado no Belenzinho.
Pertencia a um ex-colecionador do ABC que trabalhava na Ford.
A caixa rara é verde clara.

ASA/AL de Arapiraca - impecável Brianezi - antigo fim dos 90´s

 

domingo, 2 de junho de 2024

Atalanta de Bérgamo - ITA - Crakes

Atalanta/ITA de Bérgamo

Lindo time feito pela Dona Odete, proprietária dos Crakes. E não comprado com revendedores, pois pagar mais caro nos dias de hoje, precisamos priorizar os donos das fábricas não os que revendem. 

O time campeão que faltava na coleção da 'velha bota'.



 
1982-83

Botafogo 1973 - Panelinhas originais Brinquedos Estrela S/A

 Agradecimento de coração ao amigo Dane De Souza pela doação. 


segunda-feira, 20 de maio de 2024

Caldense fatura Taça Libertadores da América

FINAL CANADÁ: Cerro x Caldense


Após ser bi-vice campeão brasileiro, a Veterana de 1977 da Brianezi, conquista pela primeira vez um título internacional, a temida Taça Libertadores da América.

Em 2023, o Corinthians foi o algoz dos mineiros na final do Brasileiro da Série A. Neste ano, o Internacional de Silvinho, Cleo, Bira, Jair, ganhou no sufoco na prorrogação.

Mas na Liberta não teve jeito.

O time mineiro caiu no mesmo grupo dos paraguaios.
Empate de 3 a 3 na estreia contra o Cerro, vitória de 3 a 0 contra o Alianza Lima da Sportec e um empate magro com o Olímpia/PAR da Crakes.

Nas Oitavas veio seu grande desafio: Cosmos de Pelé e Carlos Alberto. Uma peleja marcante, de virada, os mineiros engoliram os norte-americanos por 4 a 1.

Nas Quartas, a partida contra o Peñarol, o maior vencedor da Libertadores. Um clássico da Brianezi de 1977, os mineiros venceram apertado por 2 tentos a 1.

Nas Semifinais o duelo contra o Rangers do Chile provou que alguns times da quarta edição da Brianezi chegam perto da final, partida duríssima contra uma campanha soberba do time de Talca. 1 x 0 e gol de pênalti.

Na final contra o Cerro, no Canadá, as duas primeiras chances dos mineiros provaram que o time não estava de brincadeira. O gol avassalador de fora da área do número 11, encobrindo o goleiro paraguaio, mostrou um primeiro tempo quase perfeito, o time paraguaio até teve suas chances, muito mais no segundo tempo, até o gol do atacante mineiro, praticamente selando a vitória, num erro de defesa paraguaia. E ainda teve tempo de mais um com tabelinha envolvente, uma marca do time de Poços de Caldas.

Parabéns para uma cidade inteira!