Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

quarta-feira, 7 de novembro de 2018

Sport Recife - raro Gulliver 'carinhas' original com goleirinho 1977

AOS COLECIONADORES TRAIDORES, PORCOS, SUJOS, MALFEITORES, ACÉFALOS E JUMENTOS DO COLECIONISMO: MAIS UM TIME EU COMPLETO E FECHO ESSA COLEÇÃO ORIGINAL DA GULLIVER 'CARINHAS, São 25 CLUBES ORIGINAIS, tenho 24, TANTO DE PRIMEIRA EDIÇÃO 1977, COMO SEGUNDA 1978, ETC, CARNICEIROS DE BOTÕES, HUMILHARAM COM TANTA MENTIRA E DINHEIRO, QUE ISSO SÓ ME FEZ FORTALECER AINDA MAIS NUM MERCADO ASQUEROSO E NOJENTO, MAS GRAÇAS A DEUS AINDA TENHO GENTE DO BEM DO MEU LADO, SEMPRE TEREI. Amém.

SPFC Gulliver original 'carinhas' 1977 - primeira edição


domingo, 4 de novembro de 2018

Köln - 1977-78 - raridade da Brianezi fim da primeira edição Acrílico flexível POP (ref.17)

Poucos times internacionais foram feitos na primeira edição da Brianezi (que compreende sua fundação, 1971-72 até meados de 1977-78). Aliás, no primeiro catálogo de 1973-74 não havia sequer uma menção. O que tenho de arquivo fotográfico é paupérrimo. Depois na segunda edição, a fábrica disponibilizou aos amantes do futmesa 75 agremiações.
Nos primórdios, a linha especial acrílica (de nome POP 'popular') - que de 'popular' não tinha nada, pois é um acrílico flexível importado, uma delícia de se jogar -, foi abençoada com algumas raridades, entre elas, o Cosmos em 42mm, ou 45mm, a Inter de Milão, em 45mm, o Borussia em 50mm, Real Madrid, Barcelona etc, e esse que o blog mostra aos seguidores: a preciosidade do Colônia feito justamente no período de seu terceiro título alemão (1977-78) comprado pela família do colecionador Zeca (que hoje mora nos EUA) nesses idos na loja 'Dom Pixote', em Copacabana/RJ.

 REFERÊNCIA 17 NOS CATÁLOGOS, LINHA ESPECIAL ACRÍLICA FLEXÍVEL
 Littbarski: um dos maiores ídolos do Köln
MASCOTE HENNES
Tudo começou na década de 1950, em uma festa de carnaval. O dono da tenda do circo que abrigava a festa resolveu presentear o presidente do Colônia com um bode. O cartola achou o presente tão engraçado e diferente que resolveu, naquele momento, que o animal seria a mascote do time dali pra frente.
Mais de 60 anos depois, a mascote Hennes, como é chamada, já está em sua VIII geração. Seu nome vem do ex-jogador e ex-técnico do Colônia, Hennes Weisweiler. Diz a lenda que o bode “batizou” a sua camisa com urina, por isso a homenagem.
Atualmente Hennes VIII é uma figura pública muito querida pelos torcedores do Colônia. O bode possui até página no Facebook, além de figurar em alguns anúncios publicitários na Renânia do Norte-Vestfália, região do clube.
A mascote entra em campo nos jogos em casa junto com os jogadores e fica “assistindo” o jogo em um lugar especial perto do gramado. Mas e se o bode escapar? Isso já aconteceu algumas vezes, a ponto do torcedor se divertir com os funcionários do clube que tentam segurá-lo. E quando conseguem ainda levam uma sonora vaia.
Dizem também que um dos antecessores de Hennes VIII, o Hennes VII, foi envenenado pela torcida do Borussia Monchengladbach, grande rival do Colônia. No entanto, ambos os clubes negam este fato. Outra curiosidade a cerca do bode é o aviso de gols durante os jogos. Pois é. Como ele costuma soltar o seu famoso “béééé” em alguns momentos, o clube adotou a brincadeira e, sempre que o telão vai anunciar os gols da rodada, um sonoro “béééé” é ouvido pelo público, que imediatamente se vira para o placar para ver de quem foi o gol.
 1978 - campeão com o goleiraço Schumacher da copa de 1982
1981
O dinamarquês Larssen

TORNEIO INTERNACIONAL DE VERÃO 1987
ESTIVE PRESENTE AO VIVO NESSE JOGO HISTÓRICO,  NO PACAEMBU
Edmar e Schumacher
Corinthians x Colônia, em 1987!
Em 24 de Janeiro de 1987 o Corinthians enfrentou o Colônia, da Alemanha, no Pacaembu. O jogo foi válido pelo Torneio Internacional de Verão do mesmo ano.

Além de Corinthians e Colônia, o torneio contou com a participação do Joinville-SC e não previa o confronto entre os clubes brasileiros. 

O Corinthians venceu o Colônia por 1 a 0 com gol de Jatobá e como Joinville e Colônia empataram em 1 a 1, o Corinthians ficou com o título do torneio.
CORINTHIANS 1 x 0 COLÔNIA
Data: 24 de Janeiro de 1987
Local: Pacaembu
Árbitro: Ulysses Tavares da Silva
Público: 4.205 presentes
Renda: Cz$ 237.930,00
Gol: Jatobá, aos 27 do 2° tempo
Corinthians: Carlos (Waldir Peres), Édson, Edivaldo (Marco Antônio) Jatobá e Jacenir; Márcio, Paulo César Catanoce (Wilson Mano) e Biro-Biro; Eduardo (Ricardo), Edmar e João Paulo (Cacau). Técnico: Jorge Vieira
Colônia: Schumacher, Honerboch, Steiner, Wollitz e Olsen; Goetz (Janssen), Gerlenkirchen (Hossler) e Engels (Bein); Lahnhoff, Woodcock e Alloffs. 
Técnico: G. Kessler