Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Umuarama/PR: extinto clube feito pela Brianezi no fim dos anos 70 - Original 'duas faixas' - celulóides importados

 Época de ouro do 'Tigrão da Baixada' foi lembrada pela fábrica Brianezi em 1977

Com a conquista fantástica desta raridade feita pela Brianezi no final dos anos 70, Botões para Sempre presta uma homenagem aos torcedores e jogadores ilustres que vestiram a camisa do ‘Tigrão da Baixada’.


Agremiação saudosa fundada em 1971. Uma das principais conquistas foi o vice Campeonato Paranaense da Série B de 1986. Em 1974, o clube venceu o Flamengo de Zico por 1 a 0 em amistoso.

Zico, Rondinelli, Doval e companhia não conseguiram evitar a vitória do Umuarama Futebol Clube no amistoso realizado no estádio Lucio Pipino em 18 de abril de 1974. O 1 a 0 sobre o badalado Flamengo é apenas uma das diversas façanhas protagonizadas pelo futebol profissional da Capital da Amizade, que deu seu último suspiro na década de 1990, deixando órfã uma legião de admiradores.

Embora o Umuarama não tenha conquistado títulos de expressão (o vice-campeonato paranaense da segunda divisão de 1986 configura a melhor performance em um torneio), várias formações são inesquecíveis e merecem registro, a fim de que não caiam no esquecimento.

Para muita gente, a condição de cidade polo permitiria conciliar duas paixões: o futebol e o futsal. Mas o retorno do 'Tigrão' depende de uma série de fatores. Enquanto isso não é possível, o legado é resgatado por torcedores como Zinho di Carvalho. Em um álbum compartilhado numa rede social estão dezenas de preciosidades 'garimpadas' por ele.

"O sentimento é de frustração e tristeza. O estádio estava sempre lotado, famílias inteiras iam torcer", avalia.

"O objetivo do álbum é resgatar a memória do nosso saudoso Umuarama Futebol Clube. As fotos foram enviadas por ex-jogadores e torcedores", explica.

Ex-jogadores

"Eita lembrança boa. Me fez voltar no tempo relembrar esse bom time de que fiz parte. Muito tempo sem nos encontramos. Leonel, Tiaca, Tonheca, Mão de Onça, Bergão, Cattani, Poleto, Dias, Serginho Gaúcho.. enfim, todos do elenco. Éramos todos amigos. Que postagem saudosa. Muito legal. Abraços a todos"- Reinado Gervasio de Souza (ex-jogador)

"Acho que o Tigrão não acabou, até porque está vivo dentro da gente. Sabemos que é difícil tocar futebol, mas tenho certeza que vai voltar"- Rosemberg Barbosa, zagueiro que defendeu o Coritiba no final dos anos 80

"Eu posso dizer que rodei o Brasil jogando futebol. Joguei no estado de São Paulo, Minas, Bahia, Mato Grosso, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, mais de 20 equipes, mas calor como o dessa torcida do Tigrão nunca senti. Umuarama está no meu sangue e na minha alma. Amo essa cidade, esse time. Quem sabe um dia vamos ver ele ressuscitar das cinzas. Volta Tigrão" - Marcio Ramos (ex-jogador)

"Foi ótima minha passagem pelo Tigrão, após ter sido campeão brasileiro pelo Coritiba (1985), ter atuado no Operário de Ponta Grossa e no Rio. Fui fui muito bem recebido na cidade, pelos dirigentes, população, companheiros e comissão técnica. Como havia sido campeão brasileiro no ano anterior, isso dava um certo status e todos queriam tirar fotos comigo, pegar autógrafos. Foi muito legal, muito bom mesmo o tempo que passei em Umuarama" - Eliseu Rolin de Moura (ex-jogador).






 


quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

Final Intercontinental de 2020

Como de costume é a Final Intercontinental no Japão envolvendo o campeão da Libertadores do ano (Estudiantes/ARG) X United/ING) contra o campeão da Champions. Jogo altamente técnico com boas oportunidades para ambas as equipes da Brianezi dos anos 70. No segundo tempo prevaleceu a magia do atacante inglês que tenho desde criança. Ele é, seguramente, o melhor jogador de todos os tempos de Botões para Sempre. Com um tento sobre os argentinos, os ingleses faturaram o caneco mundial.

domingo, 27 de dezembro de 2020

Botões para Sempre recupera a primeira caixinha da Gulliver 'carinhas' que era do Santos 1977

Agradecimento especial ao sr. Alberto de Santa Catarina que nos vendeu esta preciosidade. O código da caixinha nunca me esquecerei (6903). Abaixo o seu relato, que Deus o ilumine sempre!

Ricardo, boa tarde. Infelizmente este é o único jogo que possuo. Ganhei de presente de aniversário aos 12 anos, em 1977. Está guardado desde que ganhei, pois não tinha o tabuleiro. Nunca foi usado. Estou fazendo limpeza na minha garagem e resolvi pesquisar alguém que daria valor ao item que guardei com carinho por tantos anos.
Fico contente que está indo para a pessoa certa, alguém que vai cuidar e dar valor como eu dei. Por isso resolvi postar no seu blog. Vou tentar postar amanhã de tarde. A embalagem já está pronta.

 

quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Brianezi: dos anos 70 aos 90 - Coleção de Botões para Sempre

 Coleção Brianezi

27 jogos de 50mm, sendo os dois primeiros SPFC e Uruguai by saudoso Luiz 24 de Maio

Nesses times grandes de celulóides vai uma homenagem a um 'falastrão' que dizia que somente ele conseguia estes modelos. O 'Joãozinho de Deus' médium que apelidei tem que se explicar como pode em 05 anos eu consegui uns 50 jogos desses, sendo que a metade foi trocada por duas faixas raros e ainda me sobrou uma metade 'tombada' que não sairá jamais. Enfim. Coitado dele que ganhou apenas 500 mangos no time eslovaco acima, o Spartak. Pena que o padrinho de casório dele não chegou a tempo, para pagar um saco de arroz e um miojo a mais pra ele.

120 jogos da terceira e quarta fase: as duas gerações de decadência, sendo dois lacrados de licenciamento

Os quase 200 jogos do modelo 'duas faixas', alcançando cerca de 55 a 60% do catálogo verdinho de 1977


Os 58 jogos antigos no modelo escudo com o número, a maioria de 1972, primeira geração, com alguns comemorativos de 1995.
De todos estes vai uma homenagem ao querido São Cristóvão, muito apreciado por colecionadores sedentos, adquirido em leilão, juntos com outros em lance de 3 mil, em estado fabuloso de 1972. Que peninha...alguns procuram até hoje.


segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Reis do Futebol da Estrela 1960 - mais uma raridade chegando

 Para a alegria de quem vos escreve. E para o desespero e ciumeira para quem não me suporta.

 Como sempre falo: 'O Sol Nasce para todos'. Não somente para os 'pulhas'.

A caixinha do Santos em referência no carimbo de número '2486' é tudo aquilo que o futebol romântico do começo de 1960´s vivia: abraços ao Rei Pelé num gol anotado e lembranças de um futebol jogado com a alma.

De quebra o vendedor me passou um Botafogo/RJ Panelinhas Originais de 1970, pois em 1971 o jogador Moreira transferiu-se para o Peixe.