Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

SPFC de 1972 - Brianezi - os primeiros flexíveis

Conversando com amigos colecionadores do Bem, sempre pergunto: qual será o motivo de aparecer tanto São Paulo assim? tanto de marcas como Bolagol, Brianezi, Estrela e Gulliver? O que eu sei é o seguinte: os 'caras' (garotada, na época) acredito que não curtia tanto assim o Tricolor Paulista. O que eu já fiz de 'rolos', expressão usada nesse mercado de colecionismo, ou melhor, trocas, envolvendo vários São Paulo é para se pensar. Segue mais um exemplar. Me restam dois jogadores, mas o time que joga meus torneios é outro.
Esse no modelo 'duas faixas' está impecável.
1977: no mesmo ano

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Pré-UEFA em destaque

Seis times europeus e três vagas: Vélez Móstar da Bósnia, Dínamo de Tbilisi, Venezia, MTK da Hungria, Real Sociedad e La Coruña. Marcas como Bolagol, Crakes com artes belíssimas feitas pelo mestre João Carrieri, Ki-Gol, enfim. Em breve teremos o sorteio das 32 agremiações que disputarão mais um torneio, que serve de aperitivo para a Champions League.
Que botão mais lindo, aliás na mesa correm muito.
Real Sociedad, original Jucrake 90´s tenta voltar para a disputa

O MTK da Bolagol de 1966-70: time raro, antigo, mas infelizmente de qualidade sofrível na mesa oficial. Uma judiação disputar os botões de brinquedos como Canindé, Jofer, Bolagol, Gulliver contra os 'oficiais de tampa'. Mas, futebol de mesa é democrático.

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Doações: Botinha de Ribeirão flexível 1972 - Brianezi

Agradecimento especial ao mestre Badolato, colecionador de carros antigos, que mais uma vez presenteia a coleção de Botões para Sempre. 
Dr. Gênio. Mestre.Lenda.

domingo, 13 de agosto de 2017

A final 'justa' que 'deveria' acontecer na Copa de 1982

BRASIL X FRANÇA
Vamos recordar...
No túnel do tempo...
Muitos jornalistas esportivos como o célebre Mestre Orlando Duarte, que entende como ninguém de histórias de Copas, acreditam que a grande finalíssima de 1982 deveria apresentar as duas seleções mais técnicas e que encantaram o Mundo: A nossa querida seleção canarinho de Zico e Sócrates e a França de Platini e Tigana.
Pois bem...
Na Copa do Mundo 2017 de Botões para Sempre, sediada no Japão, aconteceu este jogo maravilhoso que poderia ter acontecido, quando era criança em 1982.
Duas grandes seleções. Dois grandes times feitos numa mesma época, diria, em 1972-76, na primeira edição da lendária Brianezi. 
A seleção canarinho ainda em CBD ganhou de virada por 3 a 1 e levanta a Jules Rimet pela terceira vez.
Mantém a hegemonia no futebol também em Botões para Sempre, agora, com três títulos contra dois da Alemanha Ocidental. 
Um espetáculo esta Copa do Japão. Mesmo com a ausência inesperada das duas Alemanhas extintas (Ocidental e Oriental), grandes jogos e emoções até o fim.
Assim como em 2002, a seleção levanta o caneco na Terra do Sol Nascente.
De quebra, Rivelino, número 10, eleito o melhor jogador do certame. Ramón Dias, o artilheiro e melhor atacante pelo lado da Argentina, que perdeu nas semi-finais para o Brasil (2 a 1 ) e ficou em quarto lugar, perdendo para a Espanha da Sportec nos penais. Quem cansou a França? Os espanhóis. Partida duríssima, com grande atuação de Castaneda, o goleiro do álbum Ping Pong de 82. A França segurou os 3 a 2, com muitas viradas e a Espanha perdendo três gols cara a cara no minuto final. O quinto lugar pela pontuação ficou com a Rússia, da Brianezi.
Parabéns para todas as seleções.
Detalhe: a seleção francesa apenas perdeu um jogo, contando desde as Eliminatórias e justamente na final.
 A campanha
Primeira fase
Brasil 3 x 3 Albânia
Japão 1 x 2 Brasil ( o gol mais belo do mundial, anotado por Riva)
Brasil 1 x 0 Iugoslávia
Oitavas
Brasil 1 x 1 EUA (Prorrogação: 1 x 0)
Quartas
Brasil 2 x 0 Rússia
Semi
Brasil 2 x 1 Argentina
Final
Brasil 3 x 1 França 
A Taça do Mundo é nossa! Escalei a seleção pela Copa de 1974, lembrando o primeiro mundial que a Brianezi acompanhou com seu surgimento, tendo feito esse exemplar belíssimo.
Parabéns, Mestre Riva, até aqui em Botões para Sempre o senhor brilhou!

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Semi final: será que até em Botões para Sempre vamos ter a mesma rivalidade no futebol?

Incrível esta edição da Copa de 2017. Brasil e Argentina, os dois Brianezi, um de 1972, o mais antigo, da seleção brasileira e, o outro, no modelo com faixas, de 1977-87, enfim, farão uma das semi-finais. A seleção canarinho se vingou da Rússia, já que em edições passadas foi eliminada. Ganhou bem por 2 a 0. 
No jogo Argentina e Itália, o melhor até então. Sportec da Itália e Argentina 'duas faixas'. 2 a 2 até faltando 07 segundos para acabar, quando o lateral Olguin da Argentina, chutou um 'petardo' e encobriu Zoff. Maradona, um grande jogo. Conti, o melhor ponta da Copa. Deu pena no final, pois merecíamos ter uma prorrogação, mas precisamos dar o parabéns pela garra da seleção sul-americana. Pela segunda vez consecutiva vai às semis.
No lado europeu, a França não teve dificuldades da ótima Bélgica e com show de Platini, num belo gol, venceu por 2 a 0. E no outro jogo, fechando o dia, Espanha e Holanda reviveram finais tanto nos mundiais do futebol profissional como também em edições de Botões para Sempre. No Mundial da Espanha, a Holanda conseguiu vencer a Espanha por 3 a 2. Só que desta vez, outro troco. Com um jogador a menos, boa parte da 'peleja', a 'Fúria' da Sportec de Alonso, Victor, Camacho e Sanchez, da Copa de 82 ganhou exatamente por 3 a 2 da excelente Holanda 'duas faixas' da Brianezi.

Ficamos assim:

Brasil    x   Argentina
Espanha    x   França

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Quartas de final - Copa do Mundo

Encerrou-se hoje as Oitavas de Final da Copa 2017.
A seleção Francesa de Tigana, Tresor e Platini, ganhou e muito bem da Arábia Saudita, ambos Brianezi das primeiras edições (4 a 2). Equilíbrio entre Uruguai e Itália. Detalhe: esquema defensivo de Cabrini, a Itália não deixou o Uruguai chegar perto do gol, apesar de gols perdidos de ambas as seleções. Porém, na prorrogação, a Itália de Conti, grande ponta, passou por 2 a 1 e avança com sua seleção da Sportec.
Belgas e suecos fizeram um verdadeiro clássico europeu. Cheio de alternativas, um dos melhores jogos do certame. Mais equilíbrio: 1 a 1 no tempo normal. Mas no segundo tempo da prorrogação, chegando na exaustão, os belgas correram bem e Gerets brilhou. Final: 2 a 0 na prorrogação;
Ficamos assim:

Quartas de final:
Brasil x Rússia
(Brasil tenta dar o troco na Rússia, já que uma vez foi eliminado pelos russos)
França x Bélgica
(Clássico envolvente da Europa, revivendo as Copas de 82 e 86)
Argentina   x Itália
(Aqui o embate será entre Brianezi e Sportec e muitos títulos mundiais no futebol profissional)
Holanda x Espanha
(Duas seleções que já fizeram final em Botões para Sempre, porém com botões e marcas diferentes. A Espanha tenta dar o troco).
Quem não se lembra: que sempre a Azzurra entra com o uniforme azul por baixo do branco?
Essa força e tradição vem de muito tempo!
Em 2017 o time da Sportec. Lindo e ótimo sob todos os aspectos.
E a querida Suécia da Brianezi 'duas faixas', sem nenhuma trinca, arrematada na Caixa original, por preço que se enquadra na realidade de nosso país pobre, fez um belo Mundial, mas na prorrogação o número 05, volante, melhor jogador, não brilhou.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Oitavas de Final da Copa, por enquanto, mostra superioridade dos primeiros colocados

A seleção canarinho suou que nem a Copa de Futebol nos EUA, em 1994. E, justamente, diante dos norte-americanos, não foi fácil. O Brasil ganhava até os segundos finais, quando levou o gol de empate. Mas, na prorrogação, com gol do grande Luís Pereira, os Brianezi, de Paulo de 1972, avançaram e eliminaram a linda seleção dos States, duas faixas.
Já no confronto entre Espanha e Iugoslávia nunca vi tamanho equilíbrio tático. Poucas chances de gol, penal perdido pela Iugoslávia no primeiro tempo e a peleja seguiu sem tentos até as penalidades máximas. A Espanha da Sportec, presente do amigo Badolato, conseguiu passar no sufoco nos penais diante da boa Iugoslávia feita pelo próprio amigo Badolato em 1985, da primeira edição, em acrílicos flexíveis, com apenas escudo e número.
Holanda e Hungria, outro embate europeu. Com show de Rep, a Holanda venceu apertada por 2 a 1. A Rússia da última edição da Brianezi não teve vida fácil diante de Porto Rico, da primeira edição de 1972, presente do amigo Badolato. Mesmo com um jogador a menos, no segundo tempo, segurou até o fim a magra vitória de 1 a 0. E seguem invictos os russos. Argentina e Portugal, outro jogo disputadíssimo. Com um gol de cabeça de Ramón Dias, a seleção duas faixas da Brianezi de Maradona avança e quer esquecer o vice do ano passado. Portugal da Sportec, um ótimo time. Ainda restam três jogos das Oitavas: Uruguai x Itália, Suécia x Bélgica  e França x Arábia Saudita.
Essa Rússia era do meu irmão, comprada num shopping em 1998. Brianezi da última leva, porém com escudos resistentes, ainda não vinham com aquele papel por baixo, que, no apagar das luzes, foi fabricado. Este ainda era remanescente da arte dos primeiros dos anos 90.
Porto Rico, o melhor selecionado da Concacaf da Copa!
Brianezi de Paulo, os primeiros de 1972-76
A seleção holandesa que ficou em terceiro no mundial passado. Já está nas Quartas
 1977

domingo, 6 de agosto de 2017

News - Copa - Finalização da primeira fase

Sensacional esta edição da Copa FIFA Japan 2017 de Botões para Sempre. Pelo Grupo G, a toda poderosa seleção da Inglaterra 'duas faixas' da Brianezi, que fez uma brilhante Eliminatórias, não conseguiu avançar de fase. No último jogo, incrível, semelhante ao que ocorreu em nossa Copa de 2014 do Brasil, os uruguaios ganharam e muito bem, só que de 4 a 1, favorecidos pela expulsão de Keegan. O empate com os belgas em 1 a 1 e a vitória frente aos canadenses (2 a 1) não foram suficientes. Uruguaios e belgas avançaram. Detalhe curioso: na partida Bélgica e Uruguai, semelhante da Copa de 1990, na Itália, 3 a 1 ( o mesmo resultado) para os belgas com show de Eric Gerets, um dos melhores laterais que já vi jogar na minha vida!
Enfim, pelo Grupo H, Suécia e Itália, dois europeus, conseguiram passar diante de Camarões que era cabeça-de-chave e pelos' pequeninos' do Paraguai de celulóide. 

Oitavas de final
Brasil x EUA (repeteco da Copa de 1994 no futebol, também nas Oitavas?)
Espanha x Iugoslávia (repeteco de 1990, na Itália?)
Rússia x Porto Rico (acredito que isso só aqui em Botões para Sempre...rs)
Holanda x Hungria (clássico europeu, de muitos vices em Mundiais no futebol)
Argentina x Portugal (duelo entre América e Europa)
França x Arábia (dois Brianezi, um de 1972 e, o outro, raro em 45m, ambos flexíveis)
Uruguai x Itália (outro confronto de muitas Copas, até recentes)
Suécia x Bélgica (outro embate equilibradíssimo europeu)
Amanhã, lembrando 1994 de Romário e Cia, quem não se lembra? porém aqui é a seleção canarinho de 1974, pois foi produzido em 1972. E os EUA de 1978, segundo o ex-dono dos botões que me vendeu. Lindos flexíveis da Brianezi.

Portugal - Gulliver antigo (fosco e flexível) anos 70/80

Agradecimento especial ao amigo Badolato, por mais presentes. Que Jesus te ilumine, sempre!
1983

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Entrevistas e Gulliver antigo

No 'Museu dos Botões Retrô': Entrevista com Lennon Biscasse, filho do saudoso fabricante Guilherme Biscasse:
http://botoesretro7080.blogspot.com.br/2017/08/entrevista-com-lennon-biscasse.html 

Abaixo, mais um presente e agradecimento ao amigo Badolato, ex-fabricante de botões em 1985, hoje o maior colecionador de carros antigos Dodge do país:
 RFA - Alemanha Ocidental, Gulliver do fim dos anos 70, em plástico magrinho, fino e 'fosco'

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Nasce o 'filhote' de Botões para Sempre: MUSEU dos Botões Retrô 1970/80

Dia Especial. Dia de festa. Mais um blog criado.
Agora somos 02 sites que retratam a nossa eterna brincadeira de criança!
Um produto de Botões para Sempre.
Para quem viveu e curtiu a infância somente nos anos 70 e 80, seguramente o lugar deverá ser aqui:
Sejam bem-vindos! 

terça-feira, 1 de agosto de 2017

News - Copa - Grupos E e F

Mais quatro seleções classificadas. E, nas partidas finais dos grupos, muita emoção e surpresa! Argentina, cabeça-de-chave confirmou o favoritismo. O time Brianezi 'duas faixas' fez 07 pontos, ganhando bem da Escócia (2 a 1) e Arábia (3 a 1). No último jogo já classificado perdeu para a Islândia da Sportec, em viradas constantes no jogo (3 a 2). Mas a boa seleção islandesa queria surpreender a Escandinávia, mas por pouco não passou de fase, pelo saldo de gols, com quem ? A Arábia Saudita 'duas faixas', em 45mm da Brianezi. Na última partida contra os escoceses, massacraram por 5 a 1 numa vitória emblemática, a mais brilhante de toda a história saudita. Pelo outro grupo, a França de 1972 da Primeira Edição da Brianezi, lindo time, que fez uma excelente Eliminatórias passou para as Oitavas com 07 pontos, sem perder. Ganhou bem do México na estreia, 2 a 1 e 3 a 0 em Portugal. No último jogo, sem esforço, empatou com o Peru da Champion sem tentos. Portugal e México brigaram até o fim, mas com o empate em 1 a 1 no jogo dramático (as duas seleções perderam penais) o selecionado português da Sportec avançou.
78
Ah! esse time. Saiu quanto $$? creio, bom para os picaretas dividirem as contas, peguem a calculadora e fazem 50 reais divididos por 38 de Brianezi e Sportec, que me vieram da creche. Não quero nem comentar mais. KKK
Comento agora pela maciez do produto, feito com maestria por Paulo Brianezi, fundador da fábrica do Belenzinho. Essa primeira edição da Brianezi durou cerca de 04/05 anos, mas fez muita história. Foram daí que começaram os primeiros acetatos de celulóides importados. Nostalgia, raridade e preço justo! O time na mesa deu show na primeira fase.
France, Allez les Bleus!
Os sauditas também deram show e avançaram pela primeira vez. Também com esse time em 45mm da Brianezi, muito veloz os celulóides especiais. O número 08 ainda permanece na UTI, mas com chances de ser salvo.

Ponte Preta da Sportec - meados de 1981

Agradecimento especial ao amigo Alexandre Badolato, mestre do colecionismo. Quantos presentes, meu amigo, o Ricardinho aqui primeiro lhe escreve: Muito obrigado e te deseja muita saúde e que nosso PAI, Jesus Cristo, ilumine sempre você e sua família. Depois mais Dodges antigos para sua maior coleção do país!
abraço fraterno, Bucci
1981
 Foto emblemática quando a dupla rival de Campinas tinha uma verdadeira seleção brasileira!