Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Associação Atlética Portuguesa - RJ - Raro Bolagol 60´s

Botões para Sempre traz a Lusinha Carioca da Ilha do Governador, da Bolagol, na caixa, quando a fábrica do Brás ainda era chamada de 'Futebol Miniatura', 1966. Uma das principais instituições da Ilha, a querida Portuguesa completou no ano passado 90 anos. Fundada em 17 de dezembro de 1924 no centro da cidade, virou referência na região, a ponto de o bairro onde está sediado ter sido batizado com seu nome.
Futebol Miniatura da Lusinha, 1960´s
No futebol profissional, o clube disputará em 2016 a Divisão Máxima do Futebol do RJ, ou seja, a Primeira Divisão. Já no meu campeonato de botão, a Terceira Divisão do Brasileiro. O clube tem cerca de 4 mil sócios e muitos torcedores apaixonados. Muitos deles com histórias que se confundem com a da agremiação. Seus fundadores, claro, eram lusitanos, patrões e funcionários de uma empresa do ramo de sacos vazios e usados. E, liderado por Luiz Gomes Teixeira, o primeiro a presidir a entidade, o grupo se inspirou na Associação Atlética Portuguesa (mais conhecida como Portuguesa Santista/SP), criada sete anos antes. Em 1964 a agremiação se transferiu para a Ilha do Governador, após comprar o espaço onde funcionava o Jockey Clube Guanabara. A importante marquise sobre a arquibancada, onde o público assistia as corridas de cavalo, foi mantida e é destaque até hoje. Assim, no dia 02 de outubro do ano seguinte, foi inaugurado o Estádio Luso-Brasileiro, numa partida contra o Vasco da Gama que ganhou por 2 a 0.
Vitória sobre o espanhol Madrid
O maior feito da Lusinha Carioca no futebol foi a vitória por 2 a 1 em cima do poderoso Real Madrid, na Espanha, em pleno estádio Santiago Bernabéu. Foi um amistoso, em 1969. O confronto é descrito em detalhes pelos jogadores que vestiram a camisa rubro-verde naquele dia. Segundo Zeca, que atuou como zagueiro da Lusa por 11 anos, o time estava no auge em 1969. "Jogávamos juntos há uns cinco anos e tínhamos uma boa defesa. Eles partiram para cima com um timaço. Mas, em um contra-ataque, eu lancei o Miguel e ele fez o primeiro gol. Fizemos outro gol ainda no primeiro tempo e seguramos lá atrás na segunda etapa. Eles só descontaram nos acréscimos", relata Zeca, o Oswaldo José da Fonseca, um dos maiores ídolos do clube. O principal presente que os dirigentes pretendem dar aos torcedores e à Ilha é a modernização do estádio. A expectativa é que fique pronta antes das Olimpíadas. O projeto prevê a ampliação da capacidade da praça esportiva de 3.718 lugares para um pouco mais de 15.000 assentos.
1953
1964
1956
1958
Atual estádio Luso-brasileiro
Projeto de novo estádio
Fonte de texto: O Globo

Um comentário:

  1. Ricardo, a Portuguesa, embora verde e vermelho, tem camisa 1 branca.

    ResponderExcluir