Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

quinta-feira, 3 de março de 2011

Sampaio Corrêa (MA) - Brianezi antiga

Olá, amigos colecionadores! Hoje mostro o Sampaio Corrêa (MA), da Brianezi, do final dos anos 70/início dos anos 80. Ilustro a postagem com fotos históricas da "Bolívia Querida" em homenagem aos seus ilustres torcedores. O Sampaio Corrêa já foi campeão brasileiro por três oportunidades: em 1972 pela segunda divisão (série B) e em 1997 pela terceira divisão (série C), e invicto em 2012 pela série D, tendo tb 29 conquistas estaduais.
Abraços a todos,
Acima, o time do Sampaio Corrêa, da Brianezi. O material em acetato (celulóide flexível) e importado do Japão fez muito sucesso no fim dos anos 70/início dos 80. Uma época de ouro do nosso futebol de mesa, onde tínhamos a possibilidade de encontrar nas lojas um jogo de botão feito com carinho e material de primeira e que certamente deixou muitas saudades!
Sampaio Corrêa 1963

Um pouco da história


O nome Sampaio Corrêa surge em homenagem ao hidroavião Sampaio Corrêa II, que aportou em São Luís no dia 12 de dezembro de 1922, sob o comando do piloto brasileiro, o cearense Pinto Martins e do americano Walter Hinton. O avião tinha sido doado e por isso levava o nome - pelo senador carioca José Mattoso de Sampaio Corrêa, presidente do Aeroclube Brasileiro. Aliás, foram dois os aviões doados pelo senador: Sampaio Corrêa I e Sampaio Corrêa II, sendo que o primeiro pegou fogo, antes do segundo ser doado.
                                                 O hidroavião Sampaio Corrêa II
Os dois pilotos tentavam realizar a primeira ligação aérea entre as Américas, levantando voo dos EUA para o Brasil. A vestimenta dos pilotos também deu origem ao primeiro uniforme do clube, pois o brasileiro usava camisa verde e amarela, em linhas verticais e o americano nas cores verde e branca. Ambos vestiam calça caqui. Estas cores foram utilizadas durante muito tempo no uniforme do clube.
No dia 25 de março de 1923, na residência de Inácio Coxo, localizada em uma das ruas do bairro do Lira, que dão acesso à rua do Passeio, um grupo de jovens peladeiros, sob o comando de Vital Freitas e Natalino Cruz, resolveu criar a Associação Sampaio Corrêa Futebol Clube, oriundos do antigo Remo F. Club (1920), formado por operários e jovens de pés descalços, sendo escolhido para ser o seu presidente o desportista Abrahão Andrade
O Sampaio é o único clube do Maranhão a participar de um torneio internacional oficial: a Copa Conmebol de 1998, terminando como terceiro colocado atrás do Santos e do Rosário Central, da Argentina.
 Sampaio Corrêa - campeão brasileiro da série B 1972
 Campeão Brasileiro de 1972

O campeonato Brasileiro de 1972 reuniu 23 times do Nordeste, divididos em quatro grupos. O Tricolor, juntamente com Moto Clube de São Luis, Tiradentes e Flamengo do Piauí e Fortaleza e Guarany de Sobral, fez parte do grupo A. A equipe base era formada por Jurandir; Célio Rodrigues, Neguinho, Nivaldo e Valdecy Lima, Gojoba e Edmilson Leite; Limas, Djalma, Pelezinho e Jaldemir. O clube chegou à decisão contra a Campinense da Paraíba. Após um empate em 1x1, a Bolívia chegou ao título após as cobranças de penalidades. Neguinho realizou e converteu todas as cinco cobranças dos maranhenses. Como o jogador do representante da Paraíba perdeu uma cobrança, a Bolívia ficou com o titulo daquele ano, uma façanha que enche de orgulho toda a torcida tricolor.

1972
 
Na foto de 1975- Em pe: Rinaldi Maia (treinador), Assis, Sérgio, Célio Rodrigues, Toninho, Brito, Grásio, Paulo Espanha e Sousa Lima. Segunda fila: Mano, Admilson leite, Marcos, Airton e Eliéser. Agachados: Ananias (aux. técnico), Aci, Mimi, Bimbinha e Garrincha. Desse elenco temos o jogador Paulo Espanha, que faleceu em um acidente com o ônibus do Sampaio Corrêa vinda de Imperatriz, nesse mesmo ano. Também temos o professor Rinaudi Lauleta Maia, uma lenda física no esporte e na Educação Física maranhense

1971
1976. Acima um belíssimo registro colorido do Sampaio Corrêa em 1976. A formação do time boliviano na foto é a seguinte: em pé - Almir, Dorival, Cabrera, Mendonça, Ferreira e Rosclin; agachados - Itamar, Cabecinha, Bira, Chicão, Bimbinha e Patrocínio (massagista). Foto superior 1986
 Sampaio Corrêa 1974 com Buião
 Time do Brasileiro de 74
Sampaio Corrêa 1984
Sampaio Corrêa 1987
Sampaio Corrêa 1988, em alta resolução
Sampaio Corrêa anos 80
 O folclórico goleiro Juca Baleia, anos 90. foto: http://terceirotempo.ig.com.br
 Juca Baleia, Placar
1991
 Sampaio Corrêa - campeão brasileiro da série C 1997
Sampaio Corrêa 1998
Em pé: Paulinho, Toninho, Ivanildo, Remerson e Carlos Alberto.
Agachados: Reginaldo, Adãozinho, Cal, Paulo Roberto e Marcinho.
Sampaio Corrêa 2010
Em pé: Diones, Ivair Gomes (treinador de goleiros), Rodrigo Ramos, Roni, Lucas, Silvio, Johíldo,Eloir, Jefferson, Hamilton Tavares (preparador físico) e Arlindo Júnior (preparador físico). Agachados: Joel Sá (massagista), Gabriel, Wescley, Elanardo, Édson, Raimundinho, Léo, Kléo, Rigo e Tiago Miracema.
fotos: Placar, Milton Neves, Blog Retrato na Parede, Futebol Nortista, Sampaio Corrêa.fc.com.br 
Pôster de campeão brasileiro da série D 2012

2 comentários:

  1. verdadeiras reliquias, parabéns !!

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, Osvaldo! Muito legal que você gostou, abração, Ricardo

    ResponderExcluir