Copa de 1982

Copa de 1982
Lembranças da Copa do Mundo de 1982: veja o artigo que escrevi sobre o melhor mundial de todos os tempos

domingo, 30 de abril de 2017

Futebol de Botão, a paixão na vida do fabricante João Carrieri

Conheça a história de seus botões no estilo 'tampa' de relógio feitos com maestria, carinho e dedicação

Botões para Sempre conversou pessoalmente com o botonista e fabricante de botões, João Carrieri. Desde o início do blog, em 2010, ele se identificou muito com as minhas postagens, pesquisas e curiosidades das antigas fábricas que encerraram as atividades, como a Brianezi. Recebi de presente, aliás, isso foi mais que um presente, um lote maravilhoso de quatro times de sua fabricação, que são: Velez Mostar, da Bósnia, Dínamo de Tbilisi da Georgia (ex-URSS), Marília (SP) e Vila Nova (GO). Artes belíssimas estampadas em lentes de 42 mm e 45 mm. Feitas com afinco e uma precisão incrível. Notem os botões perfeitos no estilo 'Brianezi', com as faixinhas e números feitos 'um a um', no mesmo brilho que a saudosa fábrica despachava no Belenzinho. "Nesses últimos dias consegui finalmente fazer cópias dos times da Brianezi. Tinha esse sonho, estudei bastante uma fórmula de reproduzir mais fielmente aqueles botões clássicos. Acho que, enfim, cheguei num modelo bem aceitável", analisa.
Em falar em Belenzinho, Carrieri mora relativamente perto de onde ficava a lojinha e a lendária indústria de brinquedos e jogos. "Nasci em 1968 e a marca Brianezi em 1972. Apesar disso, tive poucos times dessa marca, pois na época eram caros para meu pai. Mas me lembro de quando eles começaram a vender as lentes transparentes, que, depois virou um sonho para mim", recorda.
Os primeiros botões que surgiram em sua casa datam da segunda metade dos anos 70. Os famosos modelos 'panelinhas', da marca Estrela, do Corinthians e Palmeiras (este último, seu time de coração), com apenas o rostinho pequeno dos jogadores sempre em preto-e-branco, foram os que desembarcaram em sua coleção durante a infância. "Infelizmente estes botões foram doados antigamente. Recordo-me que havia também uma antiga papelaria de nome Yara que visitava com certa frequência. Ficava encantado com as prateleiras lotadas de botões Bolagol", recorda.

Paixão pelo futebol do 'velho' Leste
O fabricante gosta de times alternativos e os mais exóticos da Europa, bem como as seleções menos afamadas. Para se ter uma ideia, Carrieri fabrica a seleção cubana, que nenhum antigo fabricante nos anos 70 produziu, segundo consta nestes catálogos da Brianezi e Bolagol. "Assim como você, tenho admiração pelas seleções e clubes do Leste Europeu. Isso que me fez encontrar seu blog, pois sempre que pesquisava alguma coisa acabava entrando aqui", lembra.
Chegou a jogar futebol de mesa, digamos 'profissionalmente', entretanto, não curtia aquele processo com regras 'ferrenhas' de não poder comemorar o gol, o que tornava o jogo um pouco sem graça. "Fiquei uns 20 anos sem jogar, até encontrar um pessoal que jogava em garagem, com botões no estilo 'capa' de relógio. Vi que havia disponibilidade de material para confeccionar meus guerreiros, que sempre foi uma das minhas especialidades", diz.
A partir daí começou a elaborar alguns times e seleções, tanto novos modelos como cópias dos antigos. Incentivado pelos amigos, acabou colocando a venda no site Mercado Livre, até como uma forma de incentivar esse adorável jogo, que virou esporte somente em 1988, e que anda, infelizmente, esquecido entre as crianças. "Porém, é gratificante ver as pessoas me agradecendo só pelo simples fato de poderem brincar novamente sozinho ou com seus filhos. Mas, sobretudo, de as crianças amarem novamente o esporte", conclui.

Nota de Botões para Sempre
Carrieri, que Deus te retribua em dobro, com muita saúde, é o que pedimos sempre ao nosso PAI. Muito obrigado, de coração, pelo presente dos times que recebi. Como te disse pessoalmente: eu aprendo todos os dias neste mundo complicado que é o colecionismo de botões. Aprendemos com as 'porradas' que a gente leva, com as mentiras frequentes, com as traições de falsos amigos, tanto de colecionadores arrogantes, egoístas e de vendedores 'atravessadores' que acabam 'ferrando' o mercado, com o desrespeito, mas também aprendemos que nem tudo é sujo e nefasto.
Assim fico feliz quando encontro uma luz no 'fim do túnel'. E, principalmente, no caráter e humildade das pessoas. Assim foi com você. Pois neste mundo difícil em que habitamos é raro a fidelidade. Mas, tenho a certeza que acredito, sim, no BEM. E o bem sempre vencerá o mal. Doa a quem doer. Isso vem do nosso caráter que passa de pai para filho. Fiquei muito contente que Botões para Sempre tenha contribuído em suas pesquisas. E fiquei ainda mais feliz de ter conhecido uma pessoa extraordinária.
João, parabéns pela fabricação de seus guerreiros em miniatura, sucesso e alegria sempre!
Um abraço fraterno de Ricardo Bucci, jornalista de Botões para Sempre.

Carrieri com seu ídolo, o craque Ademir da Guia
Amigos de Pernambuco que jogam campeonatos com os botões produzidos por Carrieri
"Fico feliz quando as crianças admiram e praticam este adorável esporte". Os botões de Carrieri se espalharam pelo querido Nordeste
Reparem na precisão e na riqueza dos detalhes no estilo 'Brianezi'. Time bósnio Mostar que entra para a coleção de Botões para Sempre e que participará de minha COPA UEFA no segundo semestre deste ano.
Potinho especial com o escudo do clube. Com o time em 42mm, lembrando a lendária Brianezi.
O time da ex-Iugoslávia perfilado em 1977!
Mostar em 1973. Reparem no fundo deste visual lindo da sofrida Bósnia. E que maravilha foi ter visto essa seleção participar de sua primeira Copa do Mundo aqui no nosso Brasil.
Dínamo Tbilisi da Georgia. Lentes da marca Crakes originais. Durante a Copa de 1982, cinco jogadores que pertenciam a este esquadrão soviético, participaram da Copa do Mundo na Espanha. Mais um reforço de peso para minha UEFA.

O Dinamo Tbilisi campeão em 81
O Marília no estilo 'camisas', que quando vi, me lembrou a famosa marca Sportec, do Itaim Bibi. A diferença está no detalhe no nome dos jogadores do clube. Abaixo detalhe de mais um time em 42mm, que é o Vila Nova/GO.
Quem não gostaria de ter uma seleção exótica como Cuba? Lindo time fabricado por Carrieri, um de seus sucessos.

LOJA VIRTUAL DOS BOTÕES CARRIERI
http://perfil.mercadolivre.com.br/CARRIERI_JOAO

Lista dos times e seleções, vale a pena conferir:
http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_36568889

2 comentários:

  1. Ricardo, o que João faz é sensacional. A família Brianezi deveria procurá-lo para fazer parceria pela volta dos botões. João já tem know-how.

    ResponderExcluir
  2. Mais uma preciosidade publicada aqui na nossa ENCICLOPÉDIA DO FUTEBOL DE MESA, Mestre RB !!!

    Esses times do João Carrieri realmente são excepcionais !!!

    Parabéns e vida longa à produção de times de futebol de botão, Carrieri !!!

    ResponderExcluir